segunda-feira, 17 de junho de 2013

Circuito SESC de Artes 2013

Casa da Cultura
Lins-SP




Relampião
Cia. do Miolo e Cia. Paulicéia







Este foi um dos momentos mais incríveis pra mim enquanto eu desenhava na tela formas sob movimento, que apareciam no teto do local da apresentação, então tentei escrever algo que me veio à cabeça devido a situação ali, do tentar desenhar uma forma enquanto ela se desfazia, não lembro exatamente, mas foi mais ou menos isso: 'Amor é um sentimento que eu não posso segurar em minhas mãos'. Foi uma delícia, uma sensação de liberdade que a gente sente na infância e saí dali como parte da peça!





The Bigosty Show's
Esteban Hetsch (ARG)



Paula Lima

sexta-feira, 14 de junho de 2013

V FOR VENDETTA

Estamos acompanhando, alguns de perto e a maioria de longe, os protestos que seguem sobre o aumento da tarifa do transporte público em São Paulo, mas a parte dessa história que me trouxe aqui hoje foi essa imagem que não sei a quem pertence, mas a fonte é a página Desafio dos 50 dias do facebook. Dois manifestantes ali usando a máscara do 'V' do filme 'V de Vingança' que vale muito à pena assistir e nos leva a refletir sobre tomar atitudes e me remete a postagem anterior, 'POR QUE SE CALAR?'.

A arte imita a vida assim como a vida imita a arte!


Para quem não assistiu, o trailer:



Por baixo desta máscara não há só carne, por baixo desta máscara há uma ideia, Sr. Cryde, e ideias são à prova de bala! 

- V 

quarta-feira, 5 de junho de 2013

POR QUE SE CALAR?

Hoje fizemos uma mini-peça no ensaio do teatro que me trouxe inspiração pra fazer este cartaz que retrata as redes sociais e afins onde as pessoas se manifestam, se revoltam, expressam suas opiniões, mas fora daquele mundinho virtual, nada fazem para mudar a realidade.


confira esse e outros trabalhos no meu behance.

sábado, 1 de junho de 2013

A Garota dos Olhos Tristes

Hoje eu tive a felicidade de passar para o cartaz um conto que eu escrevi em 2010. Em caráter experimental, o trabalho se trata do texto 'A Garota dos Olhos Tristes'.


A Garota dos Olhos Tristes
Cadê aquela garota dos olhos tristes? Aquela com vestido amarelo florado? Ela tinha um livro verde na mão com uma margarida no meio da capa. Era o diário dela.
Ela ficava sentada na porta do salão de beleza abandonado. Ela ficava ali sentada olhando sabe-se lá o que...
Onde está a garota dos olhos tristes e dos cabelos castanhos lisos? Eram suaves e eruditos. Tudo nela cheirava mistério.
Certo dia me sentei do lado dela, não falei nada, só sentei. Ela olhou para mim e falou:
- Faz tempo que aqui não chove.
Levantou e saiu.

Cadê aquela garota dos olhos tristes? Meus cabelos estão grisalhos e venho todas as manhãs no mesmo horário, nesse mesmo ponto de ônibus de onde eu a observava, encontrá-la para devolver seu diário.
Quando eu encontrá-la vou sentar do lado dela, olhar para ela e dizer:
- Eu nunca li seu diário. 

- Amanda Ribeiro

Confira esse e mais outros trabalhos no meu Behance.